• Bee Mel

Mapa inédito cataloga 20 mil espécies de abelhas pelo mundo

Iniciativa ajudará a combater o desaparecimento dos polinizadores


Por Bee Mel


Cientistas de Singapura e da China desenvolveram um mapa global que cataloga as 20 mil espécies de abelhas conhecidas ao redor do mundo. Segundo a publicação Current Biology, o feito é o primeiro estudo completo sobre o assunto e deve guiar a criação de políticas públicas de conservação.


"Ao estabelecer uma linha de base mais confiável, podemos mapear com mais precisão o declínio das abelhas e distinguir melhor as áreas menos adequadas para as abelhas de áreas onde elas deveriam prosperar, mas foram reduzidas por ameaças como pesticidas, perda de habitat natural e pastoreio excessivo", conta o pesquisador John Ascher, da Universidade Nacional de Singapura.


Leia também: Outubro Rosa: veneno de abelhas destrói células de câncer de mama em laboratório

Uma das primeiras descobertas foi que há mais abelhas em regiões de climas áridos e temperados, longe da linha do Equador. Essa lógica é contrária a de outros animais, que se apresentam em maior biodiversidade nas zonas quentes e úmidas. O palpite dos cientistas é que tais habitats mais frios têm mais flores rasteiras que desabrocham nas temporadas chuvosas e que as abelhas adoram!



O Piauí aparece no mapa como uma área árida em diversidade de espécies de abelhas. Por aqui há bastante Apis mellifera, mas também as sem ferrão do tipo canudo, jataí, entre outros. Nos períodos de seca (sem chuva), as flores realmente desaparecem, o que nos leva a fazer a apicultura de migração, que é quando levamos nossas colmeias para outra região onde ocorre floração no B-R-O-Bró.


Fique sabendo: Como as abelhas fabricam o mel?

Outras curiosidades achadas na pesquisa inédita:


- Existem mais de 16 mil espécies conhecidas de abelhas, em sete famílias distintas.

- Algumas espécies, como as abelhas, zangões e abelhas sem ferrão, vivem em colônias, enquanto outras são insetos solitários.

- Embora alguns grupos como os zangões sejam bem estudados, mais de 96% das espécies de abelhas são mal documentadas.

- Muitas safras, especialmente em países em desenvolvimento, dependem de espécies de abelhas nativas, não de abelhas produtoras de mel.


O que mais você gostou de saber com essa pesquisa?

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo