A Bee Mel

Como tudo começou

O trabalho delicado das abelhas fascinou o apicultor Wener Bastos de primeira, em um curso prático de produção apícola que fez por incentivo de amigos em 1983. Ele iniciou com apenas doze colmeias, instaladas na Fazenda Bonfim, no Maranhão, de propriedade do seu pai. Tempos depois migrou suas abelhas para o Piauí, onde encontrou floradas silvestres abundantes no período chuvoso do verão, como marmeleiro, angico de bezerro, mufumbo, vassourinha, jitirana e catanduva. Após dominar todas as etapas da apicultura de resistência e convivência com o Semiárido, fundou o entreposto de mel e cera de abelhas Bee Mel, empresa que se orgulha de beneficiar o mel com os sabores do Piauí desde 1991.

Teresa e Wener Bastos, apicultores da Be

Em 2021 a indústria passou para a segunda geração de apicultores da família Bastos. A filha mais nova, Teresa Raquel Bastos, dá continuidade ao trabalho que seu pai se dedicou por toda a vida. Nesta nova etapa, os protocolos de produção foram aprimorados, bem como a identidade visual e a inovação de produtos. Também foi fundado o projeto Colmeia Nova, que quer usar a apicultura na transformação social - saiba mais clicando aqui. O que não muda é o que nos faz ser uma marca tradicional do mercado piauiense: a confiança na qualidade do nosso mel que vai da natureza até você.

Chico Rasta / Bee Mel - Piauí
Chico Rasta / Bee Mel - Piauí

press to zoom
Chico Rasta / Bee Mel - Piauí
Chico Rasta / Bee Mel - Piauí

press to zoom
Chico Rasta / Bee Mel - Piauí
Chico Rasta / Bee Mel - Piauí

press to zoom
Chico Rasta / Bee Mel - Piauí
Chico Rasta / Bee Mel - Piauí

press to zoom
1/16

Nossa equipe

Wener Bastos

Apicultor desde 1983 e responsável pelo apiário.

Teresa Raquel Bastos

Jornalista e apicultora. À frente da produção industrial.

100_7018 (2).JPG

Renata Barros

Administradora e bacharela em Segurança Alimentar.